pintura com textura

Descubra como pintar paredes que já têm grafiato

Share Button
Pincéis e latas de tinta branca sobre folhas de jornal. Descubra como pintar paredes que já têm grafiato e quais são os tipo de tintas para texturas.

Pincéis, rolos de lã e pistolas de tinta são alguns dos materiais usados para pintar paredes que já têm grafiato.

Com o tempo, aquela cor de textura para parede que você tanto gostou deixou de lhe agradar como antes. “É hora de mudar”, você pensa, “mas, será que dá para pintar paredes que já têm grafiato?”

A resposta para essa pergunta é: sim, é possível. No entanto, antes de pôr a mão na massa, é preciso ficar atento a alguns detalhes para que o trabalho fique dentro do esperado.

Quer saber como mudar a cor ou renovar a aparência do acabamento e obter os resultados desejados? Acompanhe o texto a seguir.

Quais são os tipos de tinta recomendados?

A pintura das superfícies que já possuem o revestimento pode ocorrer independente da cor da parede.

Entretanto, se for branca ou apenas precisar de uma demão, a aplicação será mais rápida do que mudar a tonalidade, como mostraremos adiante.

Em geral, para decorar as paredes, a acrílico fosco é a mais usada. Mas ela não é recomendada, já que pode cobrir as ranhuras, prejudicando a aparência do acabamento.

Para conservar o visual, o mais indicado é recorrer às tintas especiais para grafiato e outras texturas, como a P-TEX, da CYZ.

Antes de passá-las, porém, o pintor deve observar as instruções das fabricantes relativas à diluição em água, além de não se esquecer de preparar o ambiente, com papeis no chão para que não respingue e fita crepe nos locais que não devem receber as cores.

Como preparar as paredes antes da pintura?

O próximo passo para fazer a aplicação correta nas superfícies é remover a sujeira acumulada com uma vassoura.

Caso a parede esteja embolorada, a limpeza deverá ser feita com um pano umedecido em uma mistura de água com cloro ativo (água sanitária).

Para saber mais sobre a preparação de paredes, dê uma olhada no texto que fizemos sobre o assunto.

Como pintar paredes que já têm grafiato?

Para pintar as paredes que já possuem textura é necessário usar um rolo de lã, um pincel ou pistolas e compressores.

Como o acabamento tem ranhuras — que são o charme do grafiato —, a aplicação exigirá mais cuidado e paciência para obter os melhores resultados.

Além disso, você deve ter em mente que passar a mesma cor é diferente de mudá-la completamente.

Para a renovação, muitas vezes uma demão é suficiente. Agora, se o objetivo for trocar de coloração, deve-se pôr primeiro uma demão de selador de paredes — que tem a função de ajudar a fixar a pintura — e aplicar de duas a três demãos de tinta.

Se o acabamento estiver soltando ou descascando com facilidade, você terá de raspar as paredes, limpá-las da forma como descrevemos acima e passar um fundo preparador, que ajuda na repintura de áreas esfareladas, dando aderência à tinta.

Dá para remover a textura e aplicar uma nova tinta?

Sim, mas o processo será mais caro e trabalhoso.

Para remover o acabamento, é preciso usar uma espátula ou lixa grossa e revestir a parede com uma nova massa, como gesso ou massa corrida, num processo que chamamos de emassamento.

Depois disso, basta aplicar a pintura desejada.

Como mostramos aqui, pintar paredes que já têm grafiato não só é possível como sai mais barato do que retirá-lo ou trocar de textura. Para outras dúvidas ou para contar com a ajuda de um especialista, converse com a CYZ: Deixe um comentário ou envie a sua mensagem!

Share Button