5 cuidados para impermeabilizar reservatórios aterrados com manta líquida

Share Button

A tecnologia de mantas líquidas possuem diversas vantagens sobre a tradicional manta asfáltica, principalmente em termos de praticidade. Diferente da primeira e mais tradicional, que necessita ser derretida com maçarico, a segunda é aplicada de maneira bastante similar a uma pintura, com trinchas, pincéis, rolos, compressores de ar e brochas.

A manta líquida Vucan, que trabalhamos aqui na CYZ, além das vantagens naturais de sua tecnologia, é atóxica, sendo assim ideal para reservatórios de água para consumo ou aquários.

De uma maneira geral, é extremamente mais vantajoso se trabalhar com as mantas líquidas devido ao ganho de tempo e a facilidade na manutenção. Mas existe um tipo de impermeabilização que demanda bastante cuidado com esta recente tecnologia: a impermeabilização de reservatórios aterrado

Reservatório aterrado.

Reservatório aterrado.

s.

Os dois tipos mais comuns de reservatórios aterrados são piscinas e cisternas que tenham sido construídas abaixo do nível da terra. E demandam cuidados especiais para que efetivamente funcionem. São eles:

  • Aguarde a cura do concreto: superfícies de concreto podem levar até 28 dias para obterem sua cura definitiva e, enquanto isto não ocorre, ele estará emanando umidade para cima.
  • Revestimento sobre a impermeabilização: vapores provenientes da umidade da terra ou do próprio concreto podem fazer pressão contra a manta, o que pode acabar gerando bolhas e comprometer a impermeabilização. Para prevenir esta questão basta fazer um trabalho de proteção sobre a impermeabilização com revestimento e/ou cerâmica. A ideia é fazer pressão negativa sobre a manta líquida, evitando assim, o surgimento das bolhas.
  • Impermeabilize antes de aterrar: as mantas líquidas precisam de, em média, 72 horas para curar/secar, mas em reservatórios aterrados a cura pode ser mais demorada em virtude da umidade da terra e da baixa incidência de vento e sol. No caso de uma chuva, se o produto não tiver curado ainda, ele pode penetrar o concreto da caixa e atingir a manta. Portanto, uma aplicação da manta anterior ao aterramento torna mais facilitada sua cura.
  • Impermeabilize a área externa também: caso a área externa seja impermeabilizada, boa parte dos problemas previstos no item anterior já estão resolvidos.
  • Aplicação de argamassa polimérica: é possível também aplicar argamassa polimérica antes da manta líquida. A argamassa polimérica vai evitar a formação de bolhas por ser uma camada de impermeabilização cimentícia e, portanto, possuir uma boa afinidade com a água em termos de cura. É possível criar argamassa polimérica com a Vucan ou comprar uma solução pronta.

Estes são os principais cuidados para serem tomados na hora de planejar a impermeabilização de um reservatório aterrado com manta líquida.

Qualquer dúvida entre em contato com os técnicos da CYZ.

Grande abraço!

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>